Técnico

Prioridades LIFE Brasil

A metodologia LIFE utiliza qualificadores para avaliar as ações realizadas em prol da conservação da biodiversidade. O objetivo dos qualificadores é gerar bônus para organizações que realizem ou apoiem ações de conservação que sejam relevantes e prioritárias. Desta forma, a metodologia LIFE pode auxiliar a direcionar investimentos para áreas e espécies que se encontram em situação crítica.

Alguns destes qualificadores, como a prioridade para a conservação de uma determinada localidade ou a categoria de ameaça de uma determinada espécie, estão vinculados a bases de dados internacionais, nacionais ou locais, apresentadas a seguir.

Áreas Prioritárias para Conservação no Brasil
Portaria nº09 de 2007 (Pág. 208, item 11.9)
Fonte MMA
Versão Português
Áreas Prioritárias para Conservação – Cerrado e Pantanal
Portaria n° 223 de 2016 (Anexo I – Lista das Áreas Prioritárias Indicando Prioridade, Localização e Ação)
Fonte MMA / WWF – Brasil
Versão Português


Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN
Fonte IUCN
Versão Inglês

Lista Nacional das Espécies da Fauna Terrestre Brasileira Ameaçadas de Extinção
Portaria nº 444 de 2014 (pág. 121)
Fonte MMA
Versão Português
Lista Nacional da Fauna Aquática Ameaçada de Extinção
Portaria nº 445 de 2014 (pág. 126)
Fonte MMA
Versão Português
Lista Nacional Oficial de Espécies da Flora Ameaçadas de Extinção
Portaria nº 443 de 2014 (pág. 110)
Fonte MMA
Versão Português

Lista da Fauna e Flora Ameaçadas de Extinção – Espírito Santo
Fonte DIOES
Versão Português
Lista da Fauna Ameaçada de Extinção – Minas Gerais
Fonte COPAM
Versão Português
Lista das Espécies Ameaçadas de Extinção da Flora – Minas Gerais
Fonte COPAM
Versão Português
Lista da Fauna Silvestre Ameaçada de Extinção – São Paulo
Fonte SMA
Versão Português
Lista das Espécies da Flora Ameaçadas de Extinção – São Paulo
Fonte SMA
Versão Português
Lista da Fauna Ameaçada de Extinção – Rio de Janeiro
Fonte SEMA
Versão Português

Livro Vermelho da Fauna Ameaçada – Paraná
Fonte SEMA
Versão Português
Livro Vermelho de Aves Ameaçadas – Paraná
Fonte IAP
Versão Português
Lista de Mamíferos Ameaçados de Extinção – Paraná
Fonte SEEG
Versão Português
Lista Oficial da Flora Ameaçada de Extinção – Paraná
Fonte IAP
Versão Português
Lista Vermelha da Fauna – Rio Grande do Sul
Fonte FZB
Versão Português
Lista Vermelha da Flora – Rio Grande do Sul
Fonte FZB
Versão Português
Lista Oficial de Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção – Santa Catarina
Fonte FATMA
Versão Português
Lista Oficial das Espécies da Flora Ameaçadas de Extinção – Santa Catarina
Fonte FATMA
Versão Português

Lista de Espécies da Flora Ameaçadas de Extinção – Mato Grosso
Fonte MMA
Versão Português

Esta lista apresenta a mesma base de dados da lista Nacional do MMA (Portaria nº 443 de 2014). Porém, foram levantadas apenas as espécies presentes no estado do Mato Grosso.

Lista da Flora e Fauna Ameaçada de Extinção – Pará
Fonte SEMA
Versão Português
Lista da Avifauna Ameaçada de Extinção – Pará
Fonte SEMA
Versão Português

Lista Oficial das Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção – Bahia
Fonte SEMA
Versão Português
Lista Oficial das Espécies Endêmicas da Flora Ameaçadas de Extinção- Bahia
Fonte SEMA
Versão Português
Lista Estadual Oficial de Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção – Anfíbios – Pernambuco
Fonte SEMAS
Versão Português
Lista Estadual Oficial de Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção – Répteis –Pernambuco
Fonte SEMAS
Versão Português

Lista de Espécies Ameaçadas nos Apêndices CITES
Fonte CITES
Versão Inglês

Lista de Espécies Exóticas Invasoras – INSTITUTO HÓRUS
Fonte IABIN
Versão Português

“Todas as espécies exóticas presentes na base de dados da IABIN pertencem à categoria “Invasora”, pois estão presentes no Brasil e têm histórico de invasão registrado no próprio país. Porém, a categoria de invasão de determinada espécie deve ser apontada de acordo com o local de ocorrência da mesma, pois uma espécie pode ser invasora num local, ainda estar em fase de latência (adaptação) em outro, e não ser invasora em ainda outro ambiente. Neste caso, para se apontar a categoria de determinada espécie exótica neste qualificador, deve-se analisar a ocorrência da mesma no local de determinada ação. De acordo com o ponto de ocorrência, as categorias são as seguintes:
Contida: quando sua presença está restrita a estruturas de uso antrópico, como laboratórios ou áreas de cultivo que não permitam o escape de indivíduos para ambientes naturais.
Presente: quando a espécie se encontra no ambiente natural, em geral plantada ou cultivada, ou recém introduzida, ainda sem evidências de reprodução ou dispersão.
Estabelecida: quando a espécie se encontra no ambiente natural já com uma população viável, reproduzindo-se, porém apenas localmente, ainda sem dispersão ampla para outras áreas.
Invasora: quando a espécie se encontra no ambiente natural, já em reprodução e em processo de expansão, seja inicial ou avançado, para outras áreas além do ponto onde foi introduzida “ (Fonte : Instituto Hórus).