Parceria Instituto LIFE e IPEF

9 June 2016

A aplicação da Metodologia de Certificação LIFE para o setor primário considerou as particularidades do mesmo e sua relevância tanto para o mercado quanto para a biodiversidade.

Dessa forma, o Instituto LIFE coordenou estudos técnicos para os sub-setores da agricultura, produção animal e silvicultura.

Quanto à silvicultura, o Instituto LIFE em parceria com o Programa de Monitoramento Ambiental em Microbacias (PROMAB) do Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais (IPEF) conduziu um estudo para a estimativa de valores médios anuais regionalizados de evapotranspiração em plantios florestais no país. Dados reais obtidos pelo monitoramento de vazão em microbacias foram utilizados para estimativa de evapotranspiração que representam um valor histórico médio regionalizado, não capturando necessariamente todas as características locais e variações climáticas do ano em questão.

Os resultados do estudo foram incorporados no cáluclo do Índice de Impacto à Biodiversidade da versão 3.1 da Metodologia de Certificação LIFE para aplicação em empresas do setor florestal.